A importância do conteúdo na web

A importância que o conteúdo adquire na web não é recente e remonta aos anos 90, quando, em 1991, o antigo Vice-Presidente dos EUA, Al Gore, associara a internet a uma autoestrada da informação e  Bill Gattes, em 1996, escrevera um artigo intitulado O conteúdo é rei.

Em 2004, quando a empresa americana O’Reilly Media descrevia a Web 2.0 como uma plataforma composta por um conjunto de ferramentas e websites que permitiam a criação e troca de conteúdos gerados pelos utilizadores, abrira-se a possibilidade de o conteúdo poder ser enriquecido através dos comentários e da avaliação  dos seus utilizadores. A partir deste momento, a atenção centra-se não só no conteúdo, mas também no utilizador e nas plataformas de divulgação, compreendendo-se que é a forma como estes interagem entre si que torna eficaz a estratégia comunicativa.

Nesta lógica, o especialista de marketing digital Lee Odden (2002) terá afirmado que “Content is not king, it’s the kingdom!”, desviando o conceito de rei para o próprio cliente, considerado como o principal responsável pela prosperarão do reino através da forma como interage com o conteúdo.

Também o palestrante, especialista em marketing digital e conceituado consultor norte-americano de redes sociais, Jay Baer (2013) afirmara que “O conteúdo é fogo e as redes sociais são a gasolina” como forma de evidenciar a força que estas plataformas digitais têm na projeção dos conteúdos.

Na verdade, é inegável que a criação de conteúdos para a web tem sempre o propósito de formar uma identidade, criar uma referência e gerar autoridade no ramo de atuação, de forma a poder fidelizar o leitor/utilizador

A definição de qualquer estratégia comunicacional eficaz na web implicará a criação de conteúdos que respeitem três princípios fundamentais:

i) Adequação às necessidades e exigências do público-alvo;

ii) Adequação às diferentes plataformas digitais;

iii) Produção de conteúdos apelativos e criativos que estimulem a atenção do leitor, o envolvam e o levem a identificar-se com a informação, a marca, o produto ou o serviço.

A importância que o conteúdo adquire na web exige por isso o investimento em profissionais da comunicação e do marketing que conheçam bem o paradigma do utilizador da web – que privilegia canais de informação diferentes dos usados pelas gerações anteriores, que é cada vez mais exigente e informado, que não receia comentar negativamente o conteúdo disponibilizado, da mesma forma que o partilha, o personaliza e o recomenda, e que não perde tempo a ler informação muito extensa e descritiva, embora se deixe conquistar por histórias que o emocionem e o ajudem a solucionar os seus problemas.

Assim começou a Comunicação apresentada no 3º Congresso internacional Pelos mares da Língua Portuguesa, na UA, no dia 05 de maio de 2016.

 

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *